logo
Foco
Cerimônia de inauguração do Museu da Língua Portuguesa, em SP / Divulgação/Governo de SPCerimônia de inauguração do Museu da Língua Portuguesa, em SP / Divulgação/Governo de SP
Foco 31/07/2021

Museu da Língua Portuguesa é reinaugurado em SP

Museu, que fica na Estação da Luz, ficou quase 6 anos fechado após um incêndio

Por : Metro World News

O Museu da Língua Portuguesa foi reinaugurado neste sábado (31), em São Paulo, após ficar quase seis anos fechado por conta de um incêndio. A cerimônia contou com a presença do governador João Doria (PSDB), do prefeito Ricardo Nunes (MDB), entre outras autoridades, inclusive internacionais. A visitação para o público será retomada neste domingo (1º), mas terá restrições por causa dos protocolos de combate à covid-19.

O incêndio que destruiu as instalações do museu, localizado na Estação da Luz, ocorreu em dezembro de 2015. De lá pra cá, o local passou por uma reconstrução, com obras estimadas em R$ 85,8 milhões.

Leia também:

Além das autoridades do governo paulista, estiveram presentes na cerimônia de inauguração representantes de países que falam a língua portuguesa como os presidentes de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, e de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa. Também participaram os ex-presidentes Michel Temer (MDB) e Fernando Henrique Cardoso (PSDB), que também discursaram no evento.

A cerimônia foi cheia de cuidados para evitar a proliferação do coronavírus. Todas as autoridades presentes foram testadas antes de entrar no museu e as cadeiras foram colocadas com distanciamento.

Na cerimônia oficial de reinauguração o Hino Nacional Brasileiro e o Hino de Portugal foram cantados por Fafá de Belém.

Um dos primeiros museus totalmente dedicados a um idioma, instalado na cidade com o maior número de falantes de português no mundo, o local celebra a língua como elemento fundador da cultura. Por meio de experiências interativas, conteúdo audiovisual e ambientes imersivos, o visitante é conduzido a um mergulho na história e na diversidade do idioma falado por 261 milhões de pessoas em todo o mundo.

Ingressos e novidades

Segundo a organização do museu, os ingressos poderão ser adquiridos pelo público exclusivamente pela internet, com dia e hora marcados, e a capacidade de público está restrita a 40 pessoas a cada 45 minutos. Os visitantes receberão chaveiros touchscreen para evitar toque nas telas interativas.

O valor do ingresso inteiro custa R$ 20, já a meia entrada, R$ 10. Criança de até 7 anos não paga. Clique aqui e veja a relação completa com outras gratuidades e horários de visitação.

O conteúdo do Museu foi totalmente atualizado. Em sua exposição de longa duração, haverá experiências inéditas e outras anteriormente existentes, que marcaram o público em seus 10 anos de funcionamento (2006-2015).

Entre as novas instalações estão “Línguas do Mundo”, que destaca 23 das mais de 7 mil línguas faladas hoje no mundo; “Falares”, que traz os diferentes sotaques e expressões do idioma no Brasil; e “Nós da Língua Portuguesa”, que apresenta a língua portuguesa no mundo, com os laços, embaraços e a diversidade cultural da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP).

Continuam no acervo as principais experiências, como a instalação “Palavras Cruzadas”, que mostra as línguas que influenciaram o português no Brasil; e a “Praça da Língua”, espécie de ‘planetário do idioma’ que homenageia a língua portuguesa escrita, falada e cantada, em um espetáculo imersivo de som e luz.

Já a exposição temporária de reabertura do Museu, “Língua Solta”, traz a língua portuguesa em seus amplos e diversos desdobramentos na arte e no cotidiano. Com curadoria de Fabiana Moraes e Moacir dos Anjos, a mostra conecta a arte à política, à vida em sociedade, às práticas do cotidiano, às formas de protesto e de religião, em objetos sempre ancorados no uso da língua portuguesa.

Museu da Língua Portuguesa será reaberto ao público dia 1º de agosto
Reprodução
Museu da Língua Portuguesa fica na Estação da Luz, em São Paulo

Novo terraço

Um dos principais prédios históricos de São Paulo, marco do desenvolvimento da cidade e querido por toda a população, a Estação da Luz tem uma importância simbólica única: foi uma das portas de entrada para milhares de imigrantes que chegavam ao Brasil. Era lá que eles, depois de desembarcarem dos navios em Santos, tinham o primeiro contato com a língua portuguesa.

Proteção contra incêndios

A reconstrução também incorpora melhorias de infraestrutura e segurança, especialmente contra incêndios, que superam as exigências do Corpo de Bombeiros.

Entre as novas medidas, está a instalação de sprinklers (chuveiros automáticos) para reforçar o sistema de segurança contra incêndio. No caso do Museu, os sprinklers não são uma exigência legal, mas foi uma recomendação dos bombeiros acatada para trazer mais segurança para o projeto.

O Museu e a Estação da Luz têm um Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB) conjunto, que garante a segurança para todos os usuários da Estação. É a primeira vez que a Estação da Luz obtém o AVCB, graças ao esforço conjunto do Museu e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM).