logo
Foco
/ Robert Anasch/Unsplash / Robert Anasch/Unsplash
Foco 30/07/2021

Delivery: com aumento de golpes, Procon-SP estuda proibir pagamento na entrega

Órgão registrou alta de mais de 136% nas reclamações

Por : Metro World News

O Procon-SP estuda proibir que os aplicativos de delivery permitam o pagamento do pedido no ato da entrega. O órgão registrou alta de mais de 136% nas reclamações sobre golpes por entregadores de comida, o que justifica a iniciativa.

De janeiro a julho deste ano, foram registrados 341 atendimentos contra as empresas Ifood, Rappi e Uber Eats. No mesmo período do ano passado foram 144. Até o mês de julho deste ano, Ifood teve 123 reclamações, Rappi, 124 e Uber Eats, 94. 

Leia também:

Tragédia: médico morre após tomar choque durante sessão de fotos de casamento em Tocantins

Super Sete pode pagar R$ 1,8 milhão; confira os números desta sexta-feira

Hospital Sepaco, em São Paulo, abre 12 vagas de emprego; confira

Os consumidores reclamam que os valores debitados no cartão são superiores ao preço correto e que só percebem o golpe após a entrega ter sido feita e o pagamento, efetivado. Eles questionam ainda que, apesar de reclamarem com a empresa responsável, não conseguem reaver os valores.

“Como medida de prevenção, o Procon-SP já vem orientando os consumidores a efetuarem os pagamentos de forma online e nunca no momento da entrega, de modo que o contato entre cliente e entregador seja exclusivamente para receber a mercadoria”, explica Fernando Capez, diretor executivo do Procon-SP.

Confira dicas para evitar cair em golpes

  • O consumidor deve estar atento ao receber as entregas dos aplicativos de comida;
  • Conferir o valor da compra e, de preferência, pagar somente no aplicativo;
  • Nunca entregar o cartão;
  • Não utilizar máquina com o visor quebrado ou que não permita a leitura dos dados;
  • Não passar os seus dados por telefone;
  • Desconfiar de golpes caso o entregador informe que é necessário pagar algum valor extra;
  • Em caso de dúvida ou ocorrência diferente, deve entrar em contato com o local onde pediu a comida.