logo
Foco
Morador de rua se protege do frio em São Paulo / Denny Cesare/Código19/FolhapressMorador de rua se protege do frio em São Paulo
 / Denny Cesare/Código19/Folhapress
Foco 28/07/2021

Estação do Metrô de SP vai acolher pessoas em situação de rua durante frente fria

Abrigo vai funcionar até sábado, das 20h às 8h

Por : Metro World News

O governo de São Paulo anunciou nesta quarta-feira (dia 28) a implantação do programa Noites Solidárias, que vai oferecer acolhimento emergencial para 400 pessoas em situação de rua na estação do Metrô Pedro II (linha vermelha, próximo à praça da Sé) durante a frente fria que chega ao Estado.

Leia também:

Governo de SP amplia horário de funcionamento e capacidade do comércio

Governo de São Paulo adianta datas de vacinação contra covid-19; confira novo calendário

Cidade de São Paulo segue vacinando pessoas com 29 anos nesta quarta-feira

De hoje a sábado (dia 31), o abrigo, exclusivamente masculino, vai disponibilizar alimentação, água potável, colchões, cobertores e 20 banheiros químicos entre 20h e 8h. Uma equipe do Padre Julio Lancelotti composta por 10 pessoas irá pernoitar com os abrigados para auxiliar no acolhimento.

Mais ações

Além disso, a campanha Inverno Solidário vai entregar 83 mil cobertores térmicos, 2,3 mil agasalhos e 23 mil pares de meias a munícipios paulistas.

Também serão abertas duas mil vagas de alojamento provisório à população em situação de rua em 134 cidades do Estado.

Restaurantes Bom Prato vão servir três mil sopas por noite, gratuitamente, até o fim de agosto. As unidades são do Brás, São Mateus, Perus, Capão Redondo e Santana, na capital, e nos municípios de São José dos Campos, Taubaté, Ferraz de Vasconcelos, Taboão da Serra e Itapevi. A medida está prorrogada até o final do mês.