logo
Foco
/ Fábio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil / Fábio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil
Foco 19/07/2021

Tire 5 dúvidas sobre a vacina contra a covid-19

A partir desta segunda-feira, a cidade de São Paulo começa a vacinar pessoas na faixa etária de 34 anos

Por : Metro World News

O Estado de São Paulo já aplicou mais de 31 milhões de doses da vacina contra a covid-19 desde o início da campanha. Segundo dados do vacinômetro desta segunda-feira (dia 19), 17,9% da população conta com o esquema vacinal completo. Dúvidas, contudo, ainda são frequentes quando a hora de arregaçar as mangas para receber o tão aguardado imunizante chega.

Confira aqui cinco perguntas frequentes sobra a vacina contra a covid-19:

1. Pessoas que já tiveram covid-19 podem ser imunizadas?
Sim. Vale ressaltar, porém, que quem teve a doença precisa esperar um mês para receber a vacina. A contagem vale a partir do primeiro dia de sintoma ou, em casos assintomáticos, após o resultado positivo do exame RT-PCR.

Leia também:

Evento online disponibiliza meio milhão de vagas de emprego a partir de hoje; confira

Covid-19: Metrô e CPTM têm oito pontos de vacinação em São Paulo

Trabalhadores nascidos em dezembro podem sacar auxílio emergencial

2. Pessoas vacinadas ainda pode transmitir o vírus?
Sim. Mesmo imunizada, uma pessoa pode ser infectada e disseminar a doença. Dessa forma, mesmo quem já estiver vacinado deve seguir com o uso de máscara, higienização das mãos e distanciamento social

3. O que acontece se eu esquecer a data de retorno para a segunda dose? Posso tomá-la depois?
Sim. O recomendado é seguir o intervalo estipulado pelos fabricantes, mas quem perdeu o prazo deve ir a um posto de saúde com o cartão da vacina que comprova a primeira aplicação e pedir a segunda.

4. Quais são as reações adversas?
Toda vacina pode causar reações adversas. As mais comuns são vermelhidão e inchaço no local da aplicação, tontura, fadiga, dor de cabeça e muscular, calafrios, febre, dores nas articulações e diarreia.

5. As vacinas disponíveis protegem contra todas as variantes?
Os imunizantes têm mostrado bons resultados frente às novas variáveis. A equipe responsável pelo PNI (Programa Nacional de Imunização) do Ministério da Saúde acompanha pesquisas para verificar a eficácia contra as novas cepas.

Calendário na Capital

Fotos USP

A partir desta segunda-feira, a cidade de São Paulo começa a vacinar pessoas na faixa etária de 34 anos contra a covid-19. Amanhã é a vez de quem tem 33 e, na quarta-feira, 32.

Todas as pessoas que forem se vacinar na Capital devem apresentar comprovante de residência em seu nome ou em nome de parentes. No segundo caso, é necessário comprovar o parentesco com documentos. É preciso ainda apresentar documento de identificação, de preferência o CPF, e o cartão do SUS.

Para evitar aglomerações e filas nos postos da Capital, a Secretaria de Saúde criou o site De Olho na Fila. Com ele, é possível acompanhar em tempo real a situação dos postos e escolher o horário com menos fila para se imunizar.

Confira aqui todos os locais disponíveis para a vacinação em São Paulo.