logo
Espaçonave New Shepard já realizou 15 testes ao espaço, mas será o primeiro voo tripulado / Divulgação/Blue OriginEspaçonave New Shepard já realizou 15 testes ao espaço, mas será o primeiro voo tripulado  / Divulgação/Blue Origin
Foco 19/07/2021

Jeff Bezos voa nesta terça ao espaço em primeiro voo tripulado de sua empresa

Por : Letícia Bilard - Metro

Fora de órbita. Aventura de ex-CEO da Amazon deve durar 11 minutos; veja como será o voo


QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.


Depois do bilionário Richard Branson voar ao espaço semana passada, amanhã será a vez de Jeff Bezos, fundador da Amazon, a enfrentar a empreitada. Duas semanas após deixar o cargo de diretor executivo da sua principal empresa, Bezos embarcará em uma viagem de 11 minutos para fora da órbita terrestre e promete reafirmar o turismo espacial – até então, só uma coisa do futuro.

O voo será feito pela espaçonave New Shapard, construída por uma outra empresa de Bezos, a Blue Origin, criada ainda nos anos 2000. Com janelas panorâmicas e assentos que prometem ser confortáveis, será a primeira vez que a Blue Origin fará um voo tripulado. Junto ao empresário, estará seu irmão, Mark Bezos, Wally Funk, uma senhora de 82 anos que tentou ser astronauta quando mais nova, mas na época foi barrada por ser mulher, e Oliver Daemen, um menino de 18 anos que ganhou a passagem de seu pai.

Até quinta feira, um comprador misterioso também tinha garantido sua vaga na viagem através de um leilão pela quantia de nada mais, nada menos que US$ 28 milhões (R$ 143 milhões). Mas, de última hora, o anônimo desistiu da aventura e o pai do adolescente, Joe Daemen, fundador de uma empresa holandesa de investimentos, foi convidado para fechar o quinto e último assento.

A cápsula será lançada das instalações privadas da empresa Blue Origin no Texas, nos Estados Unidos, às 8h30 (horário de Brasília). Ela foi pensada especialmente para o turismo espacial e pode ser até três vezes mais rápida que a velocidade do som, de acordo com os desenvolvedores.

Apesar da ansiedade para ver a reação de Jeff Bezos ao realizar o que chamou de “um sonho de infância”, imagens do foguete só serão liberadas depois que a cápsula retornar à Terra. Ao jornal Estado de S. Paulo, Annibal Hetem, professor da UFABC (Universidade Federal do ABC), afirmou que quem estiver nesta viagem, estará sentado em cima de dez andares de combustível. “Se acontecer alguma falha no lançamento, ele pode explodir”, contou o especialista.

Quem são os corajosos

• Jeff Bezos, ex-CEO da Amazon e fundador da Blue Origin
• Mark Bezos, irmão do empresário
• Wally Funk, aviadora que há 60 anos participou de programas espaciais da Nasa
• Oliver e Joe Deamen, adolescente de 18 anos e o pai, fundador de uma empresa holandesa de investimentos

Como será o voo

Lançamento promete acelerar a cápsula até três vezes mais rápido que o som. Ao atingir 100 km de altitude, lançador e cápsula devem se separar. O foguete retorna à Terra e a cápsula, em queda livre, será freada por paraquedas até pousar em solo terrestre