Foco

PF prende russo acusado de vender espécies brasileiras ameaçadas

Um biólogo russo acusado de traficar animais silvestres brasileiros para diversos países foi preso pela Polícia Federal (PF) em ação conjunta com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais (Ibama) e com a Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol).

Segundo a PF, ele já havia sido preso ao menos três vezes com animais brasileiros, uma na Holanda, em 2017, e duas vezes neste ano, uma no Aeroporto de Guarulhos, na Grande São Paulo, e outra no Rio de Janeiro. Ainda de acordo com a polícia, em todas as ocasiões ele tinha grande quantidade de animais, como aranhas, lagartos, sapos, cobras e insetos.

LEIA TAMBÉM:

  1. Lotofácil: um dos ganhadores é do interior de São Paulo
  2. SP: abertas inscrições do curso de auxiliar administrativo para pessoas com deficiência
  3. VÍDEO: Homem é flagrado agredindo brutalmente ex-namorada no trabalho e mesmo assim é solto

Parte das espécies traficadas estão, segundo as investigações, ameaçadas de extinção. Para a polícia, o acusado é «um dos maiores traficantes de animais do mundo».

A prisão, autorizada pela Justiça Federal, foi feita em junho, mas, segundo a PF, só agora foi autorizada a divulgação dos resultados da Operação Leshy.  

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos