logo
 /
Foco 12/07/2021

Vacina da gripe é liberada a todos em São Paulo

A partir desta segunda-feira (12), as doses da vacina contra o vírus da gripe estão disponíveis para todos os públicos no estado de São Paulo. A campanha nacional teve início em 12 de abril e foi agora ampliada depois de passar pelo grupos prioritários, como professores, gestantes, crianças e idosos.


QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.


Na capital, a imunização começa a ser feita em UBSs (Unidades Básicas de Saúde), nas AMAs (Assistência Médica Ambulatorial) e UBSs Integradas, das 7h às 19h, de segunda a sexta-feira. Até então, o atendimento aos públicos alvos era feito somente nas escolas municipais.

A ampliação do público-alvo é uma forma de também aumentar a adesão, que tem sido baixa no país. Segundo a Secretaria Municipal da Saúde, quase 2,5 milhões de pessoas dos grupos prioritários receberam a dose, o que equivale a 51,4% do público-alvo da campanha. A cobertura foi maior entre indígenas (153,9%), crianças entre seis meses e seis anos de idade (58,4%), trabalhadores da educação (57,6%) e idosos com 60 anos ou mais (57,4%). O objetivo agora é chegar a 4,5 milhões de pessoas vacinadas.

A imunização contra a gripe ocorre todos os anos e ganhou ainda mais importância durante a pandemia. Além de proteger contra a influenza, a vacinação em massa pode reduzir a incidência de casos graves de doenças respiratórias, o que é um alívio para os hospitais já saturados pelos atendimentos de covid-19. Quem já tomou a vacina contra o coronavírus pode tomar a dose contra a gripe, desde que respeite o intervalo de duas semanas.