logo
Pessoas estavam concentradas no subsolo, com pouca ventilação / DivulgaçãoPessoas estavam concentradas no subsolo, com pouca ventilação / Divulgação
Foco 05/07/2021

Polícia encerra ‘festa camuflada’ com 658 pessoas na zona oeste

A força-tarefa do governo do estado encerrou na madrugada de ontem mais uma festa clandestina de grandes proporções na capital. O evento era realizado na Vila Jaraguá, zona oeste, e reunia 620 clientes e 38 funcionários.


QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.


O encontro era realizado no subsolo do estabelecimento, em espaço com pouca ventilação. Para disfarçar, os responsáveis pela festa cobriram a fachada com madeira, para fingir que ali funcionava um depósito.

Segundo a polícia, aos menos 308 pessoas estavam sem máscaras. Três funcionários foram levados para a delegacia e um homem foi preso por desacato. Ele se apresentou como advogado do estabelecimento, mas não apresentou identificação profissional e discutiu com os polícias. O imóvel foi lacrado.

Festas que geram aglomeração ainda não são permitidas pela atual fase da quarentena paulista. A multa por descumprimento é de R$ 5 mil para cada pessoa flagrada sem máscara.