logo
/ Pexels.com
Foco 07/06/2021

Busca por profissionais especializados em controle de custos dispara

Alta demanda por especialistas está vindo de empresas dos setores de Farma, Agro, Infra, Telecom e Construção

Por : Metro World News

A pandemia obrigou as empresas a apertar seus fluxos de caixa para sobreviver em meio a uma forte crise econômica. Uma das formas encontradas para “equilibrar os pratos” foi a aposta na contratação de profissionais com experiência em controle de custos, planejamento e processos contábeis.

Segundo levantamento do PageGroup, empresa de recrutamento de executivos de todos os níveis hierárquicos, a busca por especialistas do tipo aumentou 50% nos quatro primeiros meses de 2021 em relação ao mesmo período do ano passado.

Ainda de acordo com ao conglomerado de consultorias, a alta demanda por especialistas em controle de custos está vindo, principalmente, de empresas dos setores de Farma, Agro, Infra, Telecom e Construção.

Confira abaixo quais são os profissionais de finanças e controle de custos mais demandados hoje. Os cargos considerados na lista contemplam média e alta gerência e níveis técnico e de suporte à gestão.

Analista contábil

O que faz:  profissional responsável pela classificação e conciliação contábi e financeira, apuração de impostos diretos e indiretos, elaboração de relatórios contábeis e análise de lançamentos e despesas.

Perfil da vaga:  graduação em Contabilidade e conhecimento em planejamento e contabilidade financeira, além de análise de custos e de balanço.

Salário: R$ 6 mil a R$ 9 mil.

Motivo para alta: necessidade de reforço das equipes de suporte à gestão em meio à crise.

Percentual de aumento da procura pela vaga: 20%.

Gerente contábil

O que faz: planeja, supervisiona e gerencia atividades contábeis de acordo com as estratégias de negócio da empresa, realiza provisões orçamentárias e analisa e elabora balanços e balancetes.

Perfil da vaga: graduação em Contabilidade, capacidade para manipular grande volume de dados e de gestão de equipe.

Salário: R$ 18 mil a R$ 25 mil.

Motivo para alta: otimizar processos e planejamento contábil/controladoria e reporte para a matriz.

Percentual de aumento da procura pela vaga: 27%.

Controller

O que faz: profissional de finanças com pilar de contabilidade e que tem toda a estrutura de finanças abaixo.

Perfil da vaga: conhecimento generalista de finanças, contabilidade/controladoria e fiscal. Capacidade de transitar entre áreas e liderança de times robustos.

Salário: R$ 20 mil a R$ 25 mil.

Motivo para alta: otimização de estruturas e área de finanças mais próxima do negócio.

Percentual de aumento da procura pela vaga: 33%.

Gerente de tesouraria

O que faz: responsável por supervisionar as atividades da área financeira, como contas a pagar, contas a receber, fluxo de caixa e orçamento. Seu objetivo é estabilizar financeiramente a empresa, deixando as contas em ordem, gerando lucro à companhia.

Perfil da vaga: analítico e estratégico, com habilidade em matemática financeira e aptidão em comunicação e negociação, além de possuir conhecimento na área de tributos e gestão de custos.

Salário: R$ 20 mil a R$ 25 mil.

Motivo da alta: Dado o cenário atual, muitas empresas precisam de uma liderança sênior para negociar com bancos e representar a companhia.

Percentual de aumento da procura pela vaga: 13%.

Coordenador de contas a receber (com foco em crédito e cobrança)

O que faz: responsável por acompanhar a liquidação de títulos e vencimentos, cobrança de débitos em aberto, conciliação de retornos e bancária, efetua a renegociação de contratos, dívidas e pagamentos.

Perfil da vaga: perfil analítico com boa comunicação e conhecimento em matemática financeira. Conhecimento nos sistemas ERP são um diferencial.

Salário: R$ 9,5 mil a R$13 mil.

Motivo da alta: Dado o cenário atual, várias empresas precisarão solicitar a renegociação de contratos, dívidas e pagamentos.

Percentual de aumento da procura pela vaga: 17%.