logo

O presidente da Câmara Municipal de Cajuru, em São Paulo, Wagner Donizeti Pereira (PSDB-SP), foi preso após trocar socos com o chefe da Vigilância Sanitária da cidade, Antônio Mandu. Um terceiro homem – um empresário – também acabou detido.

Leia também:

Prefeitura de São Paulo oferece mais de 500 vagas de emprego

Começam inscrições para bolsas remanescentes do Prouni

A briga teria começado depois de Mandu ir até uma delegacia para registrar um boletim de ocorrência contra Wagner Donizeti. Ele acusava o vereador de incentivar comerciantes a desrespeitar medidas restritivas contra a covid-19. O vereador e um empresário interromperam uma entrevista que Mandu concedia para uma TV local e iniciaram a violência A cena foi grava e parou nas redes sociais.

Policiais militares colocaram fim à troca de socos ao chegarem ao local. Um autônomo, que tentou ajudar a conter os ânimos, também foi agredido.

O caso foi registrado como coação no curso do processo, lesão corporal, ameaça e difamação.