logo
Levantamento foi feito pela Confederação Nacional de Municípios / DivulgaçãoLevantamento foi feito pela Confederação Nacional de Municípios / Divulgação
Foco 26/04/2021

Uma em cada quatro cidades sofre com falta de vacina para a 1ª dose

Problema frequente desde o início da vacinação contra a covid-19 no Brasil, a escassez de doses atinge uma em cada quatro cidades no país. É o que mostra um levantamento feito pela CNM (Confederação Nacional de Municípios) divulgado na última sexta-feira.

A pesquisa, feita entre os dias 19 e 22 deste mês com 2.049 municípios, é referente à aplicação da primeira dose.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

Não é a primeira vez que o país sofre com a falta de doses. Desta vez, um dos motivos para a escassez de unidades foi o atraso no envio do IFA (ingrediente farmacêutico ativo), principal insumo na fabricação de vacinas, da China.

O produto, que estava previsto para chegar no último dia 8, desembarcou no Brasil apenas na semana passada. Por conta do problema, o Instituto Butantan, responsável pela produção da CoronaVac no Brasil, paralisou as entregas ao Ministério da Saúde. O imunizante é o carro-chefe da campanha no país.

A previsão do Butantan é de finalizar a entrega do contrato de 46 milhões de doses com a pasta federal até o dia 10 de maio. Até o momento, 41,4 milhões de unidades já foram enviadas ao PNI (Plano Nacional de Imunizações). METRO