logo
/ Foto: Marcos Corrêa/PR / Foto: Marcos Corrêa/PR
Foco 22/04/2021

Cúpula do Clima espera compromisso brasileiro

Por : Metro com Estadão Conteúdo

Joe Biden recebe a partir desta quinta-feira (22) os maiores líderes mundiais para discutir questões climáticas, no primeiro grande evento da gestão do novo presidente norte-americano. E uma das maiores expectativas é o encontro, mesmo que virtual, com Jair Bolsonaro, defensor assumido do ex-líder dos EUA Donald Trump, conhecido por suas opiniões avessas às questões ambientais. O presidente Bolsonaro já deu sinais, durante a semana, que deve dar uma guinada em suas políticas ambientais para não perder o importante apoio dos Estados Unidos. 

Para o evento, a Casa Branca espera que o Brasil apresente um compromisso claro com a preservação ambiental. Segundo disseram negociadores do governo americano, isso inclui um cronograma de redução do desmatamento e uma meta mais ambiciosa do que a atual para redução de emissões de carbono. 

Na semana passada, Jair Bolsonaro enviou uma carta ao americano, na qual se compromete acabar com o desmatamento ilegal até 2030 – meta que consta no Acordo de Paris, assinado em 2015. Ainda que o compromisso já existisse, os EUA consideraram importante o sinal enviado pelo brasileiro.

Às vésperas da cúpula organizada pelos EUA, Joe Biden foi bombardeado por cartas de governadores, ex-ministros, artistas brasileiros, americanos e britânicos que pedem o endurecimento da posição da Casa Branca com Jair Bolsonaro.

“Desde que Bolsonaro assumiu o cargo, em janeiro de 2019, a legislação ambiental foi sistematicamente enfraquecida e as taxas de desmatamento triplicaram. As terras indígenas, que são as mais protegidas da Amazônia, foram invadidas, desmatadas e queimadas impunemente”, diz uma das caras, assinada por 35 personalidades.

Para o evento, a expectativa é de que Bolsonaro discurse no mesmo tom usado em correspondência com Biden: atingir metas contra desmatamento e receber financiamento internacional.