logo

A categoria dos motoristas e cobradores de ônibus de São Paulo decidiu suspender a greve de 24h marcada para esta terça-feira após reunião com o governador João Doria.  A categoria reivindica a inclusão nos grupos prioritários de vacinação contra covid-19.

Representantes do  Sindmotoristas (Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transporte Rodoviário Urbano de São Paulo) e outros sindicatos se reuniram com o governador por cerca de 3h nesta segunda e decidiram formar um grupo de trabalho para tratar da vacinação dos motoristas e cobradores.

LEIA TAMBÉM: São Paulo tem madrugada mais fria do ano

Foi decidido também que o governo anunciaria até quinta-eira o calendário de vacinação dos trabalhadores do setor de transporte público.

Vacinação dos metroviários

Os condutores de trens do metrô e da CPTM foram incluídos entre as categorias que têm prioridade para recebe a vacina da covid-19.

Os metroviários também ameaçaram paralisar as atividades até que o governo de São Paulo se posicionasse sobre a imunização da categoria.

O grupo é composto por cerca de 2,8 mil operadores de trens, de todas as idades.

Apesar do acordo, o calendário de vacinação da categoria também ainda não foi definido.