logo
Foco
Fiéis em missa domingo (18) na Catedral da Sé / Suamy Beydoun/Agif/FolhapressFiéis em missa domingo (18) na Catedral da Sé / Suamy Beydoun/Agif/Folhapress
Foco 19/04/2021

Fase de transição tem semana de teste antes de flexibilização maior

Autorizada desde ontem pelo governo do estado, a fase de transição da quarentena de São Paulo começa a ser testada hoje em dias úteis antes da sua expansão a partir do fim de semana.

Secretária estadual de Desenvolvimento Econômico, Patricia Ellen afirmou que esse período transitório, que vale para todo território paulista, vai funcionar como um “voto de confiança” na população, “fruto do debate das ciências da saúde, econômica e social”.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

Nesta nova etapa, além dos serviços essenciais e das escolas, também foi liberado o funcionamento do comércio não essencial, como lojas de rua e shoppings, que podem abrir a partir das 11h e devem fechar obrigatoriamente até as 19h, respeitando o limite de 25% da capacidade de público.

Neste primeiro momento de transição entre as fases 1-vermelha e 2-laranja, o governo também está permitindo a realização de eventos religiosos coletivos, como missas e cultos.

Ampliação à vista

A partir do sábado, bares e restaurantes, salões de beleza, barbearias e estabelecimentos culturais e parques poderão voltar a receber público, no mesmo horário entre 11h e 19h e com limite para até 25% da capacidade. As academias e os clubes também voltarão, apenas para atividades individuais, das 7h às 11h e das 15h às 19h.

O avanço foi possível por conta da melhora de alguns dos índices da pandemia nas últimas semanas, como a taxa de ocupação de leitos de UTI. O índice, que no começo do mês passava dos 90%, hoje está na casa dos 83% na Grande São Paulo.