logo
No Uruguai, 20% da população já foi imunizada contra a covid-19 / Marcelo Pinto/APlateiaNo Uruguai, 20% da população já foi imunizada contra a covid-19 / Marcelo Pinto/APlateia
Foco 09/04/2021

Argentina e Uruguai endurecem regras para conter covid-19

Por : Metro com Agências

Após a Argentina registrar mais de 22 mil casos de covid-19 em 24 horas, o governo estabeleceu uma série de restrições para tentar conter o avanço da doença. As novas medidas anunciadas pelo presidente da Argentina, Alberto Fernández, afetará ainda mais a circulação da população e as atividades comerciais.

O decreto assinado pelo líder argentino está previsto até o dia 30 de abril. O transporte público em Buenos Aires só poderá ser utilizado por quem possa comprovar que se desloca por motivos de trabalho ou a uma escola, já que as aulas presenciais não serão suspensas.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

Na quinta-feira (8), o líder uruguaio Luis Lacalle Pou também anunciou que vai prorrogar as atuais medidas contra a covid-19 até o final de abril. Entre as restrições estão a suspensão das aulas presenciais e de shows públicos. Com a decisão, o governo resiste às pressões de diversos setores para impor restrições mais severas.

O pacote de medidas para conter o aumento de infecções e mortes inclui o fechamento de todos os órgãos públicos (exceto serviços essenciais), a suspensão de espetáculos públicos, o fechamento de academias e free-shops na fronteira, assim como a suspensão de festas e eventos sociais.