logo

O centro de contingência que assessora o governo do estado no enfrentamento da pandemia confirmou ontem que uma nova variante do coronavírus foi identificada em Sorocaba, no interior de São Paulo.

O material genético ainda está sendo estudado. As análises iniciais mostraram que se trata de uma cepa semelhante à da África do Sul, e que ainda não havia sido registrada no país.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

A cepa foi detectada em uma mulher de 34 anos, que apresentou um quadro leve da doença. A paciente não tem histórico de viagens recentes e nem teve contato com pessoas que passaram pela África do Sul.

Outra hipótese é de que de essa variante identificada em Sorocaba seja uma mutação da P.1, a cepa descoberta em Manaus e que já representa boa parte das novas contaminações no estado.

Alívio nas internações

Coordenador-executivo do centro de contingência, João Gabbardo disse ontem que a pandemia está crescendo em ritmo menos acelerado no estado. As projeções indicam que pode haver um “saldo negativo” na ocupação de leitos a partir do próximo dia 6, com mais gente saindo do que entrando nas UTIs. O número de mortes só deve cair na segunda metade de abril.