logo

A nova rodada do auxílio emergencial começará a ser paga no dia 6 de abril, próxima terça-feira. O cronograma foi publicado em portaria do Ministério da Cidadania em edição extra do Diário Oficial da União e vale para beneficiários que não fazem parte do Bolsa Família, mas estão no Cadastro Único de programas sociais ou foram aprovados pelo site ou app da Caixa criados em 2020.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

Assim como no ano passado, os recursos serão primeiro depositados na poupança social digital criada em nome do beneficiário pela Caixa Econômica Federal. Nessas datas, os valores poderão ser usados em pagamento de contas, de boletos e para realização de compras por meio de cartão de débito virtual ou QR Code. Só depois de alguns dias é que o dinheiro poderá ser sacado ou usado em transferências bancárias ou pagamentos com PIX.

O calendário prevê que o depósito da primeira parcela vai ocorrer entre 6 e 30 de abril, com saques em dinheiro entre 4 de maio e 4 de junho. A data exata vai depender do mês de nascimento do beneficiário (veja tabela acima). 

Na nova rodada, apenas uma pessoa por família poderá receber o auxílio, que tem valores de R$ 150 para famílias de uma só pessoa, R$ 250 para famílias com mais de um integrante e R$ 375 para mães que são as únicas provedoras do lar, pagos em quatro parcelas mensais.

Alcance

O auxílio mira trabalhadores informais, microempreendedores e desempregados que não estejam recebendo o seguro-desemprego e tenham renda familiar de até três salários mínimos. Quem recebe o Bolsa Família só terá acesso ao novo auxílio caso ele seja maior do que o valor pago no programa regular.

Críticas

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido)  voltou a questionar as medidas restritivas adotadas por governadores e prefeitos, ao falar sobre a crise econômica causada pela pandemia. “O Brasil tem que voltar a trabalhar. Alguns decretos têm superado em muito o que seria até mesmo um estado de sítio.”

Bolsonaro declarou, ainda, que “a fome está batendo cada vez mais forte na casas das pessoas”: “O auxílio emergencial é um alento, é pouco, inclusive, reconheço. Mas é o que a nação pode dispensar. A fome mata muito mais do que o próprio vírus. Temos que enfrentar a realidade.”

CALENDÁRIO AUXÍLIO EMERGENCIAL

Nascidos em janeiro 

Parcelas: 06 de abril, 16 de maio, 20 de junho e 23 de julho 

Nascidos em fevereiro 

Parcelas: 09 de abril, 19 de maio, 23 de junho e 25 de julho 

Nascidos em março 

Parcelas: 11 de abril, 23 de maio, 25 de junho e 28 de julho 

Nascidos em abril 

Parcelas: 13 de abril, 26 de maio, 27 de junho e 01 de agosto

Nascidos em maio

Parcelas: 15 de abril, 28 de maio, 30 de junho e 03 de agosto  

Nascidos em junho 

Parcelas: 18 de abril, 30 de maio, 04 de julho e 05 de agosto  

Nascidos em julho

Parcelas: 20 de abril, 02 de junho, 06 de julho e 08 de agosto  

Nascidos em agosto 

Parcelas: 22 de abril, 06 de junho, 09 de julho e 11 de agosto 

Nascidos em setembro

Parcelas: 25 de abril, 09 de junho, 11 de julho e 15 de agosto  

Nascidos em outubro  

Parcelas: 27 de abril, 11 de junho, 14 de julho e 18 de agosto  

Nascidos em novembro 

Parcelas: 29 de abril, 13 de junho, 18 de julho e 20 de agosto  

Nascidos em dezembro 

Parcelas: 30 de abril, 16 de junho, 21 de julho e 22 de agosto