Saiba como montar um currículo campeão para conquista o primeiro emprego

Por Marília Montich

Buscar a primeira oportunidade profissional é um desafio e tanto. Para se apresentar ao mercado, nada melhor do que um belo cartão de visitas – neste caso, um currículo bem feito e que chame atenção.

Na falta da prática profissional, outras informações devem ser destacadas, como orienta Jéssica Quione, recrutadora do Nube, corporação especializada na empregabilidade de jovens. “Os candidatos devem descrever sua trajetória acadêmica, como formações, habilidades e experiências extracurriculares. É importante que o currículo contenha dados sobre escolaridade, atividades realizadas na universidade ou escola – grêmios estudantis, projetos de pesquisas, feiras culturais, entre outros – bem como o domínio em ferramentas e idiomas, destacando os cursos de aperfeiçoamento além, é claro, da colaboração em trabalhos voluntários ou intercâmbios.”

Segundo Jéssica, não há muitas diferenças dos currículos entre candidatos em busca de estágio ou trainee para aqueles sem experiências prévias que desejam conseguir posições efetivas. “Todavia, é importante destacar que, para cada vaga de interesse, o profissional pode adequar o currículo de uma melhor forma, inserindo suas vivências, cursos e habilidades mais compatíveis com a oportunidade de interesse”, afirma.

Tão importante quanto o que fazer é o que não fazer na hora de construir um currículo. Alguns deslizes são bem comuns e devem ser evitados de toda forma. “Erros de escrita são os mais citados por recrutadores. Por isso, a revisão é de extrema importância. Erros de ortografia e gramática podem ser eliminatórios, uma vez que demonstram que não houve dedicação na elaboração do documento”, explica Bianca Machado, gerente comercial do site de vagas de emprego Catho.

Bianca atenta ainda para o cabeçalho, onde são colocados os dados pessoais do candidato e que ocupa a área mais nobre do currículo. “Mesmo que pareça óbvio, é muito comum o entrevistador receber documentos com e-mail, endereço e número de telefone desatualizados. Sem dados de contato, sem chances de contratação.”

Além do conteúdo, é fundamental pensar na estética. De acordo com a gerente da Catho, o tamanho ideal de um currículo é de, no máximo, duas páginas. A fonte, entre 11 e 13 pontos. Lembre-se também de utilizar folha tamanho A4 e margens superior e inferior e direita e esquerda igual a 2 cm ou 1,5 cm. O espaçamento das entrelinhas deve ser simples, já que as margens largas ajudam a deixar o currículo mais leve e agradável aos olhos.

Confira a estrutura de um currículo campeão:

Dados Pessoais: nome completo, idade e estado civil devem aparecer logo no início do documento. É fundamental incluir também telefone e e-mail para que a empresa possa contatá-lo facilmente.

Objetivo: seu objetivo profissional deve ser descrito em apenas uma linha, abordando somente o cargo e a área de interesse. Evite indicar mais de uma área em um mesmo currículo.

Formação acadêmica: coloque o nome da instituição de ensino, nome do curso, data de início e término que frequentou, apresentando-os por ordem de importância (pós-graduação, graduação etc.). Cursos técnicos só devem ser citados se tiverem relação com a área pretendida ou se você não possuir curso de graduação.

Experiência profissional: mencione nome da empresa, cargo, período de atuação e suas atribuições de forma sucinta. Mas esteja atento para a descrição das atividades desenvolvidas, pois é através deste item que o selecionador conhecerá o seu potencial. Coloque-as, se possível, em forma de itens para facilitar a avaliação.

Idiomas: cite apenas o idioma e o nível de conhecimento que possui. Se você estiver estudando algum, deixe isso claro no currículo. Lembre-se que se for necessário para o cargo, você será testado e deverá comprovar o nível declarado.

Informática: coloque o nível real de seu conhecimento técnico das ferramentas de informática e internet. Seja sincero, pois quando as vagas necessitam de algum programa específico, testes podem ser aplicados.

Cursos: cite apenas os cursos relacionados à área de interesse. Coloque o tema e o nome das instituições onde foram realizados.

Loading...
Revisa el siguiente artículo