Rede estadual de ensino dá início ao ano letivo de forma presencial em SP

Por André Vieira - Metro

Com animação dos alunos, apreensão dos pais e receio entre professores e funcionários, as escolas públicas estaduais deram início ontem ao ano letivo de 2021.

Em meio à segunda onda da pandemia do novo coronavírus, as unidades receberam apenas 35% dos alunos de forma presencial e reforçaram os cuidados com os protocolos sanitários.

Os estudantes tiveram a temperatura medida na entrada, ouviram recomendações sobre manter as mãos sempre higienizadas e ganharam kit com máscaras.

Para alguns, o exercício de alongamento na educação física virou um teste para o distanciamento, com um braço de distância do colega, difícil de ser cumprido, mas que foi também exigido nas movimentações pela escola, na hora da merenda e dentro de sala de aula.

É muito importante que a gente inicie o ano letivo presencialmente, de forma segura. Nenhum tipo de tecnologia substitui a presença do professor em sala de aula, e sabemos que os prejuízos causados aos alunos que se mantêm fora da escola por muito tempo são enormes”, afirmou o secretário da Educação, Rossieli Soares.

A rede tem 3,3 milhões de crianças e jovens matriculados em 5,3 mil escolas, mas o estado não informou ontem quantos participaram das atividades presenciais nem quantas unidades abriram.

Ao menos sete escolas não funcionaram ontem por conta da confirmação ou da suspeita de casos de covid-19 entre estudantes e funcionários.

A greve anunciada pelo sindicato que representa os professores, a Apeoesp, não causou grande impacto, ainda segundo o estado, que afirmou que nenhuma escola deixou de abrir por conta do chamado para a paralisação e que descontará o dia de quem faltar ao trabalho.

A Apeoesp defende que os colégios só devem retomar as aulas presenciais depois que a categoria receber a vacina contra a covid-19 – para o que ainda não há previsão. Seugndo a entidade, 78 escolas estaduais já registraram casos do novo coronavírus.

Loading...
Revisa el siguiente artículo