logo

Um biólogo russo de 33 anos foi detido nesta quarta-feira no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, com 200 animais silvestres escondidos em suas bagagens. Ele pretendia embarcar para a cidade de São Petersburgo, na Rússia.

Os animais estavam escondidos em malas que já tinham sido despachadas e na bagagem de mão. Entre os animais apreendidos estavam 50 aranhas caranguejeiras, 25 sapos, lagartos e mais de 100 invertebrados.

Os animais teriam sido coletados pessoalmente por ele em São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Essa não é a primeira vez que ele foi preso por crime ambiental. Em 2017, ele foi pego ao chegar ao Aeroporto de Amsterdã, na Holanda, com animais do Brasil.

Ele vai responder por crime ambiental e transporte de animais silvestres sem autorização.