‘Não tenho aqui, nessa viadagem toda’: Ao tentar comprar sunga, homem é vítima de homofobia

Por Leandro Luz

O técnico de informática, Rafael Santana da Silva, de 31 anos, se tornou uma das vítimas recentes de homofobia, em um caso que aconteceu na última terça-feira (5), ao tentar comprar uma sunga pela internet.

Após enviar uma mensagem pelo aplicativo de mensagens, WhatsApp, solicitando ver opções das peças nas cores e estilos rosa, oncinha, azul, neon e amarelo, o homem recebeu a seguinte resposta do empreendimento por mensagem de voz: “Não tenho sunga aqui, nessa viadagem toda. Se tiver é a preta”.

Rafael divulgou nas redes sociais detalhes do ocorrido, gerando revolta nos internautas. Ele afirma que recebeu relatos de situações semelhantes de outras pessoas.

 

Leia também:

 

Em entrevista, o técnico de informática disse: “Vou fazer um BO e ingressar com ação por difamação, crime de homofobia associado ao racismo. Não quero que fique impune, a empresa fez uma retratação, mas não se mostra arrependida, está mais preocupada com imagem da loja”.

De fato, nas redes sociais, a loja Sedução Moda Íntima se manifestou e disse o seguinte:

 

 

Em nota, a Comissão de Estágio e Exame da Ordem da subseção da OAB da cidade de Picos, localizada no Piauí, se manifestou em repúdio ao ocorrido e colocou-se à disposição de Santana (Com UOL).

 

Loading...
Revisa el siguiente artículo