logo
Embaixadora das Filipinas flagrada agredindo funcionária | / reprodução/TV Globo
Foco 28/10/2020

Outras seis embaixadas no Brasil são investigadas por abusos

As agressões da embaixadora das Filipinas no Brasil, Marichu Mauro, contra sua antiga empregada doméstica ganharam repercussão nacional após imagens do circuito interno da residência oficial da diplomata, em Brasília, serem divulgadas. A rotina de abusos, no entanto, não é um caso isolado. O MPT (Ministério Público do Trabalho) investiga pelo menos outras seis embaixadas por suspeitas de irregularidades e violações nas relações trabalhistas.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

Os inquéritos estão sob sigilo e os países na mira dos procuradores não foram divulgados, mas as investigações envolvem denúncias de assédio moral, trabalho degradante, não fornecimento de água, não pagamento de salários e até contratação de mão de obra estrangeira de países mais vulneráveis.

“Muitas vezes esse trabalhador não tem documento no Brasil, está em uma situação informal, então é mais difícil de denunciar. O idioma também é algo que deixa a pessoa em situação de muita vulnerabilidade”, explicou a procuradora Carolina Mercante, responsável pelo inquérito que investiga o caso da Embaixada das Filipinas.