logo
Marichu em sua ‘posse’ como embaixadora, em 2018 | / Isac Nobrega/divulgaçãoMarichu em sua ‘posse’ como embaixadora, em 2018 |  / Isac Nobrega/divulgação
Foco 27/10/2020

Embaixadora das Filipinas deixa Brasil após agredir empregada doméstica

O governo das Filipinas determinou na segunda (26)  o retorno da sua embaixadora no Brasil, Marichu Mauro, após a divulgação de imagens de segurança que mostram ela agredindo uma empregada doméstica, também filipina, dentro da residência oficial, em Brasília.

De acordo com um dos chefes da diplomacia filipina, a embaixadora deve voltar imediatamente para “explicar os maus tratos com sua equipe de serviços gerais”.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

Os vídeos foram divulgadas no domingo, pelo “Fantástico”, programa da TV Globo. As imagens mostram Marichu desferindo tapas no rosto e outros tipos de agressões na funcionária, que deixou o Brasil na semana passada.

O MPT (Ministério Público do Trabalho) abriu inquérito para investigar a embaixadora com base nas imagens do circuito interno da residência oficial da diplomata.

As gravações foram entregues por um funcionário às autoridades no final de agosto. Em análise preliminar, o Ministério Público identificou que a empregada pode ter sido submetida ao que se chama de trabalho degradante.

Marichu Mauro está no cargo desde abril de 2018. Ela chegou a ser homenageada pelo então presidente Michel Temer (MDB), que recebeu suas credenciais diplomáticas. No início de outubro, a embaixadora recebeu uma condecoração do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).