logo
/ Marcello Casal Jr/Agência Brasil / Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Foco 22/10/2020

PF investiga golpes em saques emergenciais

A Polícia Federal investiga a ação de organizações criminosas que aplicam golpes em saques emergenciais do FGTS pelo aplicativo da Caixa.

As quadrilhas usam dados pessoais das vítimas que são encontrados facilmente na internet, como nome e CPF, para conseguir sacar o dinheiro.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

Centenas de pessoas reclamam que, ao tentar entrar na plataforma “Caixa Tem”, se deparam com a informação de que o documento já foi cadastrado. Ao pedir nova senha, a pessoa percebe que o e-mail registrado não é o dela, o que impede o acesso.

De acordo com o especialista em direito digital Marcelo Crespo, o aplicativo não tem mecanismo chamado duplo fator de autenticação.

Ele ressalta que a melhor forma de evitar o golpe é realizar o cadastro no aplicativo o quanto antes.

A Caixa disse atuar junto aos órgãos de segurança pública para investigar a ação. Diz ainda que pedidos de contestações de saque podem ser solicitados nas agências.