logo
Protesto de entregadores / Alexandre Schneider/Getty ImagesProtesto de entregadores / Alexandre Schneider/Getty Images
Foco 20/10/2020

Brasil despenca em ranking mundial de liberdade de expressão

Censura. País fica à frente somente da Venezuela entre os países da América do Sul em relação à ‘liberdade de comunicadores e defensores dos direitos humanos e ambientais’

Entre 161 países ao redor do mundo, o Brasil ocupa apenas a 94ª colocação no ranking de liberdade de expressão da ONG Artigo 19, com 46 pontos. A situação coloca o país na classificação “restrito”, ao lado de países como Filipinas e Líbano. O Brasil fica à frente somente da Venezuela entre os países da América do Sul.

O país teve a maior queda entre todos do ranking na última década. “Este declínio acelerou com a chegada de Jair Bolsonaro ao poder no início de 2019, com uma queda de 18 pontos em apenas um ano”, informa o relatório. Entre 2009 e 2019, o país perdeu 43 pontos.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

O estudo analisa diversos fatores para montar a classificação, que é atualizada anualmente. “Olhamos como cada pessoa é livre para se comunicar online, protestar, ensinar e acessar informações para garantir sua participação social, fiscalizar o poder público e responsabilizar aqueles com poder”, diz a metodologia.

No total, são 25 indicadores analisados pela ONG nos 161 países. Entre eles, estão “repressão de organizações da sociedade civil”, “assédio a jornalistas”, “esforços de censura na internet” e “esforços de censura pelo governo”.

No cenário da América do Sul, três países estão na categoria “aberto” – grupo que o Brasil pertencia em 2009. São eles: Uruguai, Chile e Argentina. Entre os “poucos restritos”, estão Peru, Paraguai, Bolívia e Equador. Ao lado do Brasil, a Colômbia também é classificada como “restrita”. A Venezuela, por sua vez, está “em crise” de liberdade de expressão, de acordo com o relatório.  

Liberdade de expressão no Brasil é classificada atualmente como “restrita”

1 – Dinamarca – 93 pontos

2 – Suíça – 91

3 – Noruega – 91

4 – Canadá – 91

5 – Suécia – 91

14 – Uruguai – 88

18 – Chile – 87

29 – Argentina – 83

94 – Brasil – 46

141 – Venezuela – 8

161 – Coreia do Norte – 0

O que significa a pontuação

0 a 19: Em crise

20 a 39: Altamente restrito

40 a 59: Restrito

60 a 79: Pouco Restrito

80 a 100: Aberto