Brasileiro crê em médico, mas desconfia de cientista

Por Diego Brito - Especial para o Metro World News

Imprescindíveis no combate à pandemia do novo coronavírus, o médico é o profissional que o brasileiro mais confia. Ao mesmo tempo que os trabalhadores da saúde estão em alta com a população brasileira, a ciência do país – que corre contra o tempo nas testagens de possíveis vacinas contra a covid-19 e outras pesquisas fundamentais – não tem o mesmo reconhecimento.

Para 35% da população, o médico é a profissão que passa mais credibilidade, seguido pelos professores (21%) e bombeiros (11%). Os dados são do CFM (Conselho Federal de Medicina) e do Instituto Datafolha. Na análise do pediatra infectologista Renato Kfouri, as informações do levantamento representam mais do que somente a confiança nos médicos.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

Fundação Renova - outubro 2020

“A porcentagem elevada reflete tudo que o sistema de saúde no Brasil oferece à população. O médico vira a personalização da valorização do país em todos os profissionais da saúde e da rede como um todo, que acaba sendo representada pelo médico”, afirmou.

Os dados da pesquisa também mostram que para 77% da população a atuação de médicos e demais profissionais da saúde na pandemia é ótima ou boa (veja mais detalhes ao fim da reportagem).

Por outro lado…

Um estudo da think tank Pew Research Center, dos EUA, realizado com 32 mil pessoas  de 20 países, coloca  a população brasileira como a que menos confia nos cientistas do próprio país. A pesquisa se refere à ciência como um todo, e não somente aos estudos relacionados à saúde ou desenvolvimento de vacinas.

Dos brasileiros que participaram do levantamento, 36% disseram confiar “não muito” ou “de modo algum” na ciência nacional. 36% responderam “às vezes” e apenas 23% escolheram a opção “muito”.

Na análise de Kfouri, as duas pesquisas não estão diretamente ligadas, mas o cenário preocupa. “A população não consegue estabelecer um vínculo com a ciência, como acontece no caso de médicos e outras profissões. A falta de valorização dos governos no Brasil, de A a Z, sem especificar político nenhum, molda a forma como a ciência é vista no país, com rejeição”, explicou.

Pesquisadores em busca de uma vacina Pesquisadores em busca de uma vacina / Leandro Ferreira/Fotoarena/Folhapress

Profissão de confiança

Qual profissão tem mais credibilidade no Brasil?

• Médicos – 35%
• Professores – 21%
• Bombeiros – 11%
• Outros – 33%

Como é avaliada a atuação dos médicos na pandemia?

• Ótima ou boa – 77%
• Regular – 17%
• Ruim ou péssima – 6%

Ciência em baixa

Você confia na ciência do seu país (Brasil)?

• Muito – 23%
• Às vezes – 36%
• Não muito/de modo algum – 36%

Fontes: Conselho Federal de Medicina e Instituto Datafolha/Pew Research Center (EUA). Obs.: Pessoas que não responderam não fazem parte da porcentagem

Loading...
Revisa el siguiente artículo