Operação descobre R$ 8 milhões em dinheiro vivo em gaveteiro

Por Metro World News

Autoridades paulistas encontram na quinta-feira (1º) R$ 8 milhões em dinheiro vivo dentro de um gaveteiro e outros R$ 200 mil escondidos em sacos de lixo na casa de suspeitos de envolvimento em fraudes no setor farmacêutico. O esquema teria causado prejuízos de R$ 10 bilhões aos cofres públicos nos últimos seis anos.

As buscas e apreensões são parte da segunda fase da operação Monte Cristo, desencadeada pelo Ministério Público, Receita Federal, Secretaria da Fazenda e do Planejamento e a Procuradoria-Geral do estado, com apoio das polícias.

O gaveteiro milionário foi localizado na residência de um dos sócios de uma rede farmacêutica, em Santana de Parnaíba, município da Grande São Paulo.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

Vale Outubro

Ao todo, foram cumpridos 88 mandatos em 32 cidades das regiões de São Paulo, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto, Bauru, Piracicaba e Campinas, além de endereços nos estados de Goiás e Minas Gerais.

Segundo o Ministério Público, entre os alvos estão cinco distribuidoras de medicamentos, duas redes varejistas (que têm mais de 300 lojas) e uma associação nacional de distribuidores.

O grupo é suspeito de montar esquema de fraude fiscal para adquirir medicamentos em Goiás e distribuí-los em São Paulo sem pagar o ICMS na entrada da mercadoria no estado, o que teria causado o prejuízo bilionário aos cofres públicos.

A ação de quarta foi realizada a partir de informações obtidas em acordos de colaboração premiada com suspeitos investigados três anos atrás, na primeira fase da operação Monte Cristo. Aquela ação tinha como alvo possíveis crimes de uma rede de farmácias da região do Vale do Paraíba.

Loading...
Revisa el siguiente artículo