'Não sou médico, mas sou ousado como o cabra da peste nordestino', diz Bolsonaro sobre cloroquina

Por Metro World News com BandNews FM

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a defender o o uso da hidroxicloroquina para o tratamento de infecção pelo novo coronavírus em inauguração no estado do Pernambuco na manhã desta quinta-feira (1º). "Não sou médico, mas sou ousado", disse ele ao mencionar a medicação, que não tem eficácia comprovada contra a covid-19.

Em discurso de inauguração  adutora do Pajeú, em São José do Egito, o presidente voltou a criticar as medidas de isolamento adotadas na pandemia do coronavírus.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

Vale Outubro

“Deus foi tão abençoado que nos deu a hidroxicloroquina para quem se acometer da doença. Quem não acreditou engula agora. Eu não sou médico, mas sou ousado, como o cabra da peste nordestino. Nós temos que buscar uma solução para os nossos problemas, e ela apareceu”, disse.

Antes de chegar a Pernambuco, Bolsonaro gerou aglomeração na manhã de hoje em escala no aeroporto de Campina Grande, na Paraíba. Ele foi para a entrada do aeroporto cumprimentar apoiadores que o esperavam para falar com ele e tirar fotos.

O presidente não usava máscara de proteção facial, cujo uso é recomendado por especialistas para conter a propagação do coronavírus, assim como boa parte dos apoiadores no local. Ele também encostou nas pessoas.

Em três meses, é a quinta vez que o presidente visita o Nordeste. Bolsonaro já passou pela Bahia, Sergipe, Rio Grande do Norte, Paraíba e agora visita o estado de Pernambuco.

Loading...
Revisa el siguiente artículo