logo

Um novo traje para paramédicos estilo “Homem de Ferro” tem chamado atenção na pequena cidade de Lake, na Inglaterra. De acordo com reportagem da agência de notícias Reuters, um equipamento com jatos propulsores está sendo usado para resgatar pessoas em situação de perigo – em tempo muito inferior ao que levaria um resgate tradicional, como por carros ou a pé.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

Desenvolvido pela industria britânica de tecnologia, Gravity Industries (em português, Indústria da Gravidade), a roupa voadora é capaz de voar 51 km por hora e atingir uma altitude máxima de 3 mil metros, afirma a reportagem.

Em simulação de resgate, um paramédico da cidade levou cerca de 90 segundos para encontrar uma criança que teria caído de um penhasco. De acordo com a Reuters, esse percurso duraria ao menos 25 minutos em um resgate tradicional.

O novo equipamento ainda não é comercializado, mas no site oficial da empresa é possível acompanhar vídeos, fotos e adquirir acessórios exclusivos da novidade.