logo

Uma temporada de incêndios sem precedentes está provocando a evacuação de milhares de pessoas no Estado norte-americano da Califórnia, na costa oeste do país. Ao todo, mais de 1,8 mil moradores já foram forçados a deixar a região apenas no condado de Napa, um dos mais atingidos pelo fogo.

As autoridades locais emitiram alertas pedindo a evacuação de outros 5 mil residentes. Os incêndios, alimentados por forte ventania, ameaçam cerca de 2,2 mil estruturas, entre estabelecimentos comerciais, residências particulares e prédios públicos.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

LEIA MAIS:
PGR arquiva notícia de fato contra família Bolsonaro por rede de perfis falsos
OMS aprova teste para covid-19 ao custo de R$ 30 e resultado em minutos

Neste domingo (27), o fogo teve início um pouco antes do amanhecer perto da cidade de Calistoga até chegar ao Hospital Adventista de Saúde St. Helena. Lá, todos os 55 pacientes precisaram deixar a unidade. A evacuação foi realizada com segurança, com ambulâncias e helicópteros, durante um período de cinco horas.

Ainda, mais de 404 hectares foram queimados e várias vinícolas do Vale de Napa, uma das principais produtoras de vinho dos Estados Unidos e do mundo, também foram alvos do fogo, incluindo as estruturas da famosa vinícola Chateau Boswell.

De acordo com o Departamento de Floresta e Proteção contra o Fogo da Califórnia (CalFire), desde 26 de agosto, quando os incêndios começaram na Califórnia, foram registradas “26 mortes e mais de 7 mil estruturas foram destruídas”.