Motoristas com IPVA atrasado podem parcelar a dívida em São Paulo

Expectativa da Procuradoria Geral do Estado é fazer 600 mil acordos, que valem R$ 400 milhões

Por Caio Pussi - Rádio Bandeirantes

A Procuradoria Geral do Estado de São Paulo, responsável pela cobrança dos tributos estaduais, oferece um acordo com paulistanos que estão com o IPVA (Imposto sobre Propriedades de Veículos Automotores) atrasado. Medida vale para o imposto de 2019 ou de anos anteriores.

Desde quarta-feira (23), proprietários de veículos com o imposto pendente podem parcelar o débito em até 10 vezes, no boleto bancário. Quem já fez acordo anterior com a Procuradoria e não cumpriu também poderá fazer este parcelamento.

A procuradora do Estado e chefe da Dívida Ativa, Elaine Motta, explica como o proprietário poderá quitar os IPVAs atrasados. “O contribuinte poderá agora ter direito a dois parcelamentos do débito, então se ele perder um parcelamento, não conseguir cumprir, ele vai poder parcelar novamente aquele imposto”, afirmou.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

Veja também:
STF suspende ação penal contra o secretário de Transportes de São Paulo
Datafolha: Russomanno e Covas lideram 1ª pesquisa para Prefeitura de São Paulo

A Procuradoria informou que hoje há cerca de 3 milhões de carros com o IPVA atrasado no estado de São Paulo. Segundo a procuradora do Estado, Elaine Motta, a estimativa é realizar 600 mil acordos entre os débitos de 2018 e 2019.

“A gente espera fazer pelo menos 600 mil acordos, que valem cerca de R$ 400 milhões. Hoje, em aberto no estado de São Paulo, temos R$ 5 bilhões de IPVA.“ No ano passado, foram realizados pouco mais de 100 mil parcelamentos, totalizando 162 milhões de reais.

Lembrando que, com o débito quitado, o proprietário pode fazer o licenciamento do veículo e andar regularmente. Para consultar se está com o IPVA atrasado e solicitar o parcelamento, o motorista deve consultar o site dividaativa.pge.sp.gov.br.

Loading...
Revisa el siguiente artículo