Comércios de regiões da fase amarela em SP funcionam até 8h por dia a partir de sexta

Decisão do governo estadual, porém, depende de aval de cada prefeitura para passar a valer; veja detalhes

Por Metro World News

O governo de São Paulo autoriza, a partir de sexta-feira (21), estabelecimentos comerciais e de serviços a ampliarem seu horário de funcionamento de seis para oito horas diárias.

A medida, que será publicada como decreto no Diário Oficial do Estado, é válida apenas para regiões na fase amarela do Plano São Paulo – de flexibilização da quarentena. Segundo o vice-governador Rodrigo Garcia, a ampliação depende de aprovação de cada prefeitura.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

Veja também:
São Paulo tem quase 10 mil novos casos de covid-19; veja balanço de quarta
Programa de ajuda a micro e pequenas empresas é prorrogado por 3 meses

Fundação Renova - agosto 2020

“Os municípios tem a autonomia para aplicar a medida, decidir se a mudança será adotada e em quem momento será adotada”, afirmou. São contemplados os comércios nos shoppings e ruas, além de restaurantes, bares, escritórios e outras atividades comerciais.

Os empresários poderão escolher se adotam a jornada contínua ou se a fracionam durante o dia – contanto que seja respeitado o limite de oito horas diárias. Ainda de acordo com Garcia, a mudança foi aprovada pelo Centro de Contingência do Coronavírus de São Paulo.

A restrição de fechamento de bares e restaurantes às 22h segue valendo e, segundo a secretária de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen, a mesma regra valerá para a fase verde, quarta do Plano São Paulo. “Reforçamos que pessoas consideradas como grupo de risco devem permanecer em isolamento social. O uso da máscara em São Paulo segue obrigatório”, disse.

Loading...
Revisa el siguiente artículo