logo

A Polícia Civil do Rio de Janeiro realiza na manhã desta quinta-feira (9) uma megaoperação com 200 agentes para prender integrantes de uma narcomilícia, organização paramilitar formada por milicianos e traficantes.

Cinco pessoas foram presas, entre elas um policial militar. Ao todo, a Operação “Porto Firme” cumpre 16 mandados de prisão e 51 de busca e apreensão. Entre os alvos, há policiais militares.

O  capitão da PM Leonardo Magalhães, que já foi do batalhão de São Cristóvão, é acusado de ser o chefe do tráfico e da milícia em várias comunidades da Zona Oeste do Rio. A narcomilícia é investigada pelos crimes de extorsão, ameaça, homicídios, agiotagem, tráfico de drogas e armas, organização criminosa e corrupção.