Empregadora de mãe do menino que caiu de prédio vai responder por homicídio culposo

Mulher teria deixado garoto de 5 anos sozinho em elevador em Recife (PE) e apertado botão para andar mais alto

Por Metro World News

A polícia investiga a morte de um menino de cinco anos que caiu do 9º andar de um prédio de Recife, Pernambuco, na terça-feira (2). Miguel Otávio Santana da Silva era filho da empregada doméstica Mirtes Renata, que trabalhava em um apartamento do edifício.

Uma perícia inicial indica que a criança sofreu um acidente sozinho, enquanto procurava por sua mãe, que saiu para passear com o cachorro dos patrões. Ele escalou um local onde ficam peças do ar-condicionado e se projetou, quebrando a grade e despencando de uma altura de 35 metros em um vão do prédio.

Veja também:
Estado de São Paulo tem R$ 270 milhões em obras paradas na Saúde
Perseguição policial termina com um homem morto em Osasco

Mesmo assim, as condições da morte de Miguel Otávio apontam para uma negligência da dona do apartamento, que fica no 5º andar do prédio. Imagens de uma câmera de segurança mostram que o menino procurava a mãe, e a mulher permite que ele entre sozinho no elevador, apertando um dos botões no alto do painel do equipamento.

“A moradora estava com a criança em casa, enquanto a mãe do menino passeava com o cachorro. A criança tentou ir atrás da mãe, uma vez, mas não conseguiu entrar no elevador. Na segunda vez, ele entrou no equipamento e se perdeu no prédio”, afirmou o delegado Ramón Teixeira.

A mulher, que não teve o nome divulgado, chegou a ser presa em flagrante, mas foi liberada após pagar fiança de R$ 20 mil. Ela vai responder em liberdade por homicídio culposo, por não cumprir as obrigações de cuidado, vigilância e proteção da vítima – artigo 13 do Código Penal.

Loading...
Revisa el siguiente artículo