Eduardo Pazuello é oficializado como ministro interino da Saúde

Publicação no Diário Oficial da União aponta que ministério seguirá sem titular

Por Metro World News

Após 19 dias da saída de Nelson Teich, o Ministério da Saúde segue sem um titular enquanto o país enfrenta a pandemia de covid-19 – doença causada pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2).

Apesar disso, nesta quarta-feira (3) o presidente Jair Bolsonaro efetivou o general Eduardo Pazuello como ministro interino da pasta. A publicação é apenas uma formalidade, já que o militar já exercia as funções do cargo.

A oficialização de Eduardo Pazuello foi publicada no Diário Oficial da União desta quarta. O decreto exonerou o general da sua então posição, de secretário executivo do ministério.

Veja também:
Confira a cotação do dólar comercial em tempo real nesta quarta, 3 de junho
Comissão de Ética da Presidência proíbe Moro de advogar por seis meses

No dia 20 de maio, porém, o presidente afirmou em conversa com funcionárias da coleta de lixo do Distrito Federal, que trabalhavam perto do Palácio da Alvorada, que o “interino” – sinônimo de temporário, provisório – ficará na posição “por muito tempo.” "Ele (Eduardo Pazuello) vai ficar por muito tempo, esse que está lá. Isso aí não vou mudar, não. Ele é bom gestor e vai ter uma equipe boa de médicos abaixo dele", afirmou.

Uma apuração do jornal “O Estado de S. Paulo” aponta que 40 postos do Ministério da Saúde deverão ser entregues a militares, como o general Eduardo Pazuello. Até o momento, 20 desses cargos já foram preenchidos.

Loading...
Revisa el siguiente artículo