Especialista alerta que beber todos dia durante isolamento pode causar dependência

Por Metro World News com Rádio Bandeirantes

Todos já sabem que o confinamento é necessário para evitar a proliferação do novo coronavírus, mas esse isolamento social pode causar solidão e ansiedade. Para fugir disso e tentar relaxar, muitos acabam recorrendo a bebidas alcoólicas.

É o caso do administrador Mário (nome fictício), que está em home office desde o mês passado. Ele conta que às sextas-feiras a equipe se reunia no bar perto do escritório e que a confraternização faz falta agora que estão todos em casa. Por isso, o encontro migrou para as redes. “No fim do dia, ficamos mais tempo na ligação e todo mundo bebe uma cervejinha junto para relaxar.”

Com a ajuda de plataformas online e aplicativos, esse happy hour virtual virou alternativa para os que não querem abrir mão da vida social. Os grupos de amigos se ligam por vídeo e fazem ali a sua confraternização, cada um com sua bebida, petiscos e com direito até a música.

Comportamento de risco

Fazer um ou dois encontros na semana não é um problema. O que começa a preocupar os profissionais da saúde é quando a bebedeira se torna mais recorrente e até diária. O Cisa (Centro de Informações sobre Saúde e Álcool) lançou alerta sobre os riscos do aumento do consumo de álcool na quarentena. De acordo presidente do Cisa, o psiquiatra Arthur Guerra, o tédio e a ansiedade podem virar gatilhos. “São trabalhadores que não faziam uso de álcool de forma regular e, agora, bebem no almoço e todos os dias à noite.”

O psiquiatra disse que esses ainda não são casos de dependência, mas que é a hora de as famílias prestarem atenção para que isso não se torne um problema e saia do controle, especialmente entre os idosos e os que integram o grupo de risco, já que podem evoluir para quadros mais graves caso contraiam o vírus. Guerra afirmou que não é necessário uma completa abstinência, mas lembrou que o abuso do álcool diminui a imunidade e causa alterações em diversos órgãos, além de agravar problemas psicológicos, como ansiedade e depressão.

 

 

Loading...
Revisa el siguiente artículo