Pesquisa XP: Aumenta rejeição de Bolsonaro em meio à pandemia

Por Metro World News com BandNews FM

Em meio à pandemia do coronavírus e os impactos sociais e econômicos no Brasil, uma pesquisa divulgada nesta sexta-feira (3) aponta que a avaliação positiva do presidente Jair Bolsonaro está em queda, ao mesmo tempo em que a avaliação negativa cresce.

O estudo conjunto da corretora XP Investimentos e do Ipespe (Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas) mostra que 28% dos entrevistados consideram que o presidente tem atuação boa ou ótima – no último levantamento, eram 30%. Enquanto isso, 42% que atribuem avaliação ruim ou péssima, ante os 36% anteriores. Veja os dados:

Avaliação do Governo Bolsonaro (abril/20)

Ótimo e bom – 28% (março: 30%)
Regular – 27% (março: 31%)
Ruim e péssimo – 42% (março: 36%)
Não sabe/não respondeu – 3% (março: 3%)

Veja também:
PM constata queda em crimes contra o patrimônio em SP
Bolsonaro diz que Mandetta não tem ‘humildade’ e deveria ouvir mais o presidente

Foram feitas mil entrevistas por telefone entre os dias 30 de março e 1º de abril. A margem de erro do levantamento é de 3,2 pontos percentuais. A pesquisa foi publicada como "edição extra" e é realizada mensalmente.

A mudança coincide com uma melhora na imagem do Congresso e de governadores. O Legislativo passou a ser visto como ótimo ou bom por 18% da população, contra 13% na pesquisa anterior, e a avaliação negativa caiu de 44% para 32%.

Em relação aos governadores, o índice de ótimo/bom passou de 26% para 44%, e o ruim/péssimo, de 27% para 15%.

A atuação dos profissionais de saúde é a que tem melhor avaliação no enfrentamento à crise causada pela pandemia da Covid-19: são 87% os que dizem avaliá-la como ótima ou boa. Entre agentes públicos, Luiz Mandetta e o Ministério da Saúde são os mais bem vistos pela população: 68% têm avaliação positiva e 7%, negativa.

Loading...
Revisa el siguiente artículo