SP vai ampliar rede de testes para o coronavírus

Por Metro World News

Com milhares de casos e óbitos suspeitos, o Estado de São Paulo vai ampliar a rede de testes para o novo coronavírus. A força-tarefa foi anunciada nesta quarta-feira (1º) durante coletiva no Palácio dos Bandeirantes.

O processamento dos testes para a covid-19 estão sendo feitos pelo Instituto Adolfo Lutz. O objetivo é habilitar funcionários nas unidades regionais do órgão para aumentar a capacidade de análise de exames diária.

Farão parte da força-tarefa as unidades de São Paulo, Santo André, Sorocaba, Ribeirão Preto, Bauru e São José do Rio Preto. Inicialmente poderão ser processados 500 exames por dia, podendo chegar a mil.

Veja também:
Quarentena em São Paulo pode ser prorrogada; decisão virá no dia 6
Procon-SP vai reforçar fiscalização contra preços abusivos de botijões de gás

“Vamos reforçar a rede de exames e garantir, desta forma, um monitoramento efetivo sobre a circulação do coronavírus em nosso Estado. Assim, poderemos adotar as medidas necessárias para proteger nossa população”, afirmou Doria.

Outras 720 amostras por dia serão analisadas no Ceac (Centro Estadual de Análises Clínicas), na zona norte. Entre os exames a ser processados estão 201 amostras de óbitos suspeitos, que devem ter diagnóstico final até quinta-feira (2).

O Estado de São Paulo recebe ainda, nesta semana, 30 mil testes para o novo coronavírus, sendo 20 mil kits importados e 10 mil enviados pela Fiocruz. Eles serão distribuídos entre o Instituto Adolfo Lutz e demais laboratórios credenciados.

Loading...
Revisa el siguiente artículo