Grafite: Aquário Urbano pode voltar a ser pintado

Por Metro World News

O Conpresp (Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio de São Paulo) aprovou nesta terça-feira a continuação do projeto  Aquário Urbano, composto por 15 prédios grafitados no centro  da cidade na região da rua Major Sertorio com a Bento Freitas.

A obra foi interrompida pela Justiça no último dia 21 porque um dos prédios, o edifício Renata Sampaio Ferreira, é tombado pelo Conpresp. O proprietário registrou boletim de ocorrência contra os artistas Kleber Pagú e Felipe Yung, pois não possuía aval do órgão para alterações na construção. 

O conselho autorizou a continuação do projeto, após reunião com os produtores do grafite.

Para que a obra prossiga, faltam a permissão de proprietário e moradores e um estudo técnico da intervenção. 

Loading...
Revisa el siguiente artículo