Foco

Lixeiras de rua em São Paulo estão irregulares; prefeitura promete fazer ajustes

A prefeitura prometeu ajustar lixeiras de rua instaladas em São Paulo, após veiculação de reportagem da rádio Bandeirantes. Foi constatado que, em alguns casos, a altura passa até 20 centímetros do ponto permitido. Quando isso acontece, pessoas em cadeiras de roda ou com nanismo, por exemplo, não conseguem utilizar o cesto.

O diretor de serviços da Amlurb (Autoridade Municipal de Limpeza Urbana), Evaldo Azevedo, diz que nem todas serão erguidas, por uma razão prática. “A gente não pode abaixar todas por causa da ação de cachorro mexendo na lixeira, dependendo do porte dos animais”, afirma.

Veja também:
Preço da carne quase dobra com aumento de exportações para a China
Corpo de Gugu está sendo preparado para transporte ao Brasil

Novas lixeiras, de ferro, estão sendo colocadas no lugar das antigas, do contrato passado, de plástico. Segundo Azevedo, o modelo anterior era frágil e o novo, mais resistente, pode até passar por pequenas reformas.

A capital tem 138 mil lixeiras e a previsão é que outras 150 mil sejam instaladas até maio.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos