Foco

Entenda como funciona o Cadastro Positivo

O BC (Banco Central) registrou as primeiras quatro empresas gestoras de banco de dados que viabilizarão o funcionamento do Cadastro Positivo de clientes do sistema financeiro, em vigor desde julho passado. Serasa, Quod Gestora de Inteligência de Crédito, Boa Vista Serviços e CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) serão responsáveis pelas informações de pagamento dos consumidores.

Essa era a última medida que faltava para que os gestores passassem a receber dados das instituições financeiras. Até agora, porém, nenhum dado foi trocado entre as duas partes.

Veja também:
A história e os milagres de Santa Dulce dos Pobres
Discussões públicas entre parlamentares marcam crise no PSL

De posse desses dados e informações, eles estabelecerão uma nota de crédito (escore) para cada consumidor, definida de acordo com o pagamento de suas contas de operações de crédito, como empréstimos bancários, financiamentos imobiliários e cartão de crédito, e de serviços continuados, como pagamento de luz e água.

O bom pagador terá um escore mais alto, e essa pontuação poderá ser considerada pelas instituições financeiras em eventuais concessões de crédito. Veja abaixo detalhes de como funciona o Cadastro Positivo.

Para ajudar a entender o Cadastro Positivo

Como funciona o Cadastro Positivo?
Bancos, lojas, concessionárias de luz e telefone, dentre outras empresas com as quais os consumidores tenham relação financeira, enviarão informações sobre o comportamento financeiro deles – os consumidores – para os gestores de dados.

Que tipo de informação?
Compras feitas, datas, prazos de pagamento, valor das parcelas e pontualidade com que foram pagas, além de dados cadastrais, como CPF, endereço e contatos.

E depois?
Baseados nessas informações, os gestores darão um escore para cada consumidor.

Qual o objetivo disso?
Criar um banco de dados de bons pagadores, que deverão ser beneficiados com juros mais baixos e condições mais favoráveis em operações financeiras.

Quais dados os gestores vão poder divulgar?
A única informação permitida é a nota ou pontuação de cada cliente. Não serão disponibilizadas informações detalhadas, como o que você comprou, onde, quando e quanto pagou.

Se eu for parcelar uma compra, a loja vai saber se devo para outra loja?
Não, seus sigilos bancário e financeiro permanecerão restritos, a loja terá acesso apenas à sua pontuação.

E se houver vazamento de informações?
Nesse caso, os responsáveis pelo vazamento serão responsabilizados criminalmente.

Eu terei como ver a minha pontuação?
Qualquer um pode consultar a própria pontuação nos gestores de dados de crédito ou pela internet.

Eu sempre paguei as contas em dia e as compras à vista, nunca parcelei nada. Também nunca fiz empréstimos. Então minha pontuação será a máxima?
Não, pois pelos critérios do Cadastro Positivo, bom pagador é apenas quem paga em dia os financiamentos contraídos e quitados regularmente.

Mas eu nunca financiei nada!
Consumidores que nunca buscaram nenhuma forma de financiamento e que compram tudo à vista ficarão numa espécie de limbo, com um cadastro nem positivo nem negativo.

Já que para mim esse cadastro não fará a menor diferença, eu não quero fazer parte dele
Todos farão parte automaticamente.

Existe alguma forma de sair?
Sim, você tem esse direito, assim como qualquer cidadão que não achar importante o compartilhamento da pontuação.

Como eu faço?
Você deve procurar os gestores de dados e pedir a exclusão do seu nome. Após a solicitação, eles terão dois dias úteis para a retirada.

Já está valendo?
Os gestores começarão agora a receber os dados e informações de instituições financeiras, comércio, concessionárias de serviços e farão o escore.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos