Foco

O papa é pop, e com ‘ajudinha’ dos brasileiros

Francisco conquistou ontem marca de 5 milhões de fãs em seu perfil no Instagram. Brasil está no topo dos seguidores

Considerado um dos papas mais populares e despojados das últimas décadas, Francisco tem se mostrado em alta também nas redes sociais. O pontífice alcançou ontem a marca de 5 milhões de seguidores no Instagram. O número ainda está longe dos conquistados pelas queridinhas da rede social, as cantoras Selena Gomez (128 milhões de seguidores) e Ariana Grande (115 milhões), mas já o coloca a frente do ex-Beatle Paul McCartney (1,5 milhão) e do vocalista dos Rolling Stones, Mick Jagger (1,2 milhão).

E os brasileiros têm grande influência em tornar o argentino fã de futebol campeão de audiência no Instagram. De acordo com a agência “Ansa”, o país está no topo em quantidade de fãs, seguido de Estados Unidos, Colômbia, Itália e México.

A Santa Sé não informou números absolutos, mas apontou também que 65% dos seguidores de Francisco na ferramenta são mulheres e 35%, homens.

Desde 19 de março de 2016, quando a conta foi aberta durante o Jubileu Extraordinário da Misericórdia, foram postadas 469 publicações no perfil @Franciscus. As imagens são feitas pelo serviço fotográfico do jornal vaticano “L’Osservatore Romano”.

A frase de descrição do pontífice diz: “Eu quero andar com vocês ao longo do caminho da misericórdia e ternura de Deus”.

Francisco tem grande audiência também no Twitter (@pontifex), rede social em que mantém contas em nove idiomas. São cerca de 40 milhões de seguidores, que o colocam entre um dos perfis mais seguidos, junto ao presidente norte-americano Donald Trump (41,3 milhões).

Apesar da popularidade, o papa já criticou a superficialidade dos jovens nas  ferramentas digitais.

“Os rostos dos jovens nas ‘redes’ aparecem em tantas fotografias que contam eventos mais ou menos reais, mas não sabemos o quanto disso tudo é ‘história’, experiência que pode ser narrada, dotada de um fim e de um sentido”, afirmou em março deste ano.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos