Foco

Não deixe a mochila pesar

Mochilas pesadas podem prejudicar a saúde dos estudantes. Modelos de rodinha ou armário na escola são a solução

Não importa a escola, o cenário é sempre muito parecido: crianças e adolescentes carregando mochilas pesadas – até maiores do que eles próprios, às vezes penduradas em um ombro só – e ainda levando vários livros nos braços. Pode parecer que não, mas isso é um problema que pode afetar a saúde no longo prazo.

O correto é que os estudantes não carreguem mais do que 10% de seu peso nas costas e utilizem a mochila colocada nos dois braços, diz Alexandre Elias, neurocirurgião e especialista em coluna vertebral.

Carregar a mochila em um ombro só, então, é o pior, “porque você fica inclinando o corpo e sobrecarrega só um lado da coluna”. Ele afirma que tirar alguns dos livros da mochila e carregá-los nos braços não é uma solução muito eficiente.  “Ajuda em parte porque você distribui o peso, mas não pode haver um exagero senão você acaba pressionando a coluna de qualquer forma, só que em regiões diferentes.” Para Elias, o ideal seria que os alunos utilizassem mochilas com rodinhas, daquelas com o puxador rente à mão e ajuste de altura.

No entanto, sabemos que as crianças, especialmente as mais velhas, não querem utilizar esses modelos. Nesse caso, ele sugere modelos de carregar que também possam ser presos ao corpo na região lombar.

“Outra coisa que ajudaria seria evitar que os alunos precisassem transportar diariamente muito material. As escolas deveriam fornecer um arquivo ou um armário para cada estudante”, defende o neurocirurgião.

Fique de olho
Especialmente com crianças mais novas, é responsabilidade dos pais ficar de olho em suas posturas ao carregarem as mochilas para ter certeza de que elas não estão sendo prejudicadas pelo peso. “Além da própria dificuldade em carregar, é importante reparar no quanto ela está se inclinando para frente. Quanto mais inclinada ela estiver ao carregar a mochila, mais ela está tendo que compensar o peso na coluna”, explica Elias.

Ele diz ser difícil precisar os danos que podem ocorrer na coluna dos estudantes no longo prazo, mas afirma que, no caso de adolescentes, hérnias ou algum tipo de problema lombar são possíveis.

Por isso, se você reparar que o seu filho está com dificuldade para carregar a mochila, reduza o peso e leve-o ao médico. “É importante levar a criança ao médico para fazer uma avaliação inicial e ver se houve algum dano, mas reduzir o peso já deve resolver o problema.”  

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos