Foco

Semáforos apagados no centro de São Paulo causam transtornos a motoristas e pedestres

Não precisa rodar muito tempo pela região de Santa Cecília, Marechal Deodoro até o largo do Arouche para encontrar um semáforo apagado. Ou dois, Ou vários.

E o problema não foi de ontem apenas, quando a reportagem do Metro Jornal esteve na região.

Elizangela de Moraes, 34 anos, trabalha em um bar na esquina das ruas Albuquerque Lins e Barra Funda e vê os motoristas buzinando por causa do semáforo apagado há mais de um mês. Próximo do bar, ela conta que já viu “uns dois ou três acidentes por causa da falta de semáforo”, mas mesmo assim eles seguem apagados.

Não muito longe dali, o garçom Ivan de Souza, 29 anos, lembra que a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) até passou pela região para arrumar o semáforo que fica entre a praça Marechal Deodoro e a rua Albuquerque Lins, mas acabou não resolvendo nada. “Já tem umas duas semanas que está assim”, conta.

O vendedor Cândido das Neves, sentiu um descaso: “Falam que os fios são roubados logo depois da troca e parece que desistiram de vir arrumar e só deixam assim mesmo, sem funcionar”.

Os semáforos estão sem funcionar há tanto tempo que os motoristas  parecem já ter se acostumado: buzinam e atravessam os cruzamentos sem muitos problemas. Difícil mesmo ficou para os pedestres: apesar de terem uma faixa exclusiva, demoram muito mais para atravessar sem contar com o intervalo dos semáforos.

CET
A CET informou em nota que está trabalhando para resolver as falhas nos cruzamentos na região de Santa Cecília e que eles estão sendo alvos constantes de furto e vandalismo.

De acordo com a companhia, de janeiro a junho deste ano foram registrados 337 casos de furtos de cabos e acessórios de semáforos em toda a cidade.

Hoje, o trabalho de manutenção dos semáforos é realizado por 16 equipes próprias da CET. Com a licitação, que será realizada nesta semana, essas equipes serão ampliadas e as empresas vencedoras terão até duas horas para chegar ao local da falha, diz a companhia.

 

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos