Foco

Procuradora com ‘evidente sinal de embriaguez’ atropela ciclista e xinga policiais

A procuradora do Estado de São Paulo Maria Helena Martone Grazzioli, de 54 anos, foi indiciada por embriaguez ao volante, fuga do local do acidente e desacato.

Maria Helena dirigia um veículo Land Rover, na terça-feira, quando bateu numa bicicleta e na traseira de um táxi, no cruzamento das avenidas São João e Angélica.

Em seguida, fugiu em alta velocidade, ultrapassando semáforos fechados, até ser abordada por uma viatura do Garra.

A procuradora saiu do carro depois de muita insistência e, segundo a polícia, apresentava “evidente sinal de embriaguez, inclusive estando urinada”.

De acordo com o boletim de ocorrência, além de empurrá-los, Maria Helena Martone Grazzioli chamou os policiais de «cavalos» e «jumentos», e disse que eles ganham salário de fome e jamais teriam um carro igual o dela.

A procuradora já está em liberdade. Segundo o delegado do caso, Maria Helena Martone Grazzioli passou por audiência de custódia e foi fixada fiança de 11 salários mínimos.

O ciclista envolvido no acidente não foi identificado.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos