Foco

Vacinação contra a gripe em SP será gratuita apenas para público-alvo

Apesar de o Ministério da Saúde ter liberado na última sexta-feira que qualquer pessoa tome a vacina contra a gripe ofertada pelo governo, o Estado de São Paulo deve manter a campanha apenas para o público-alvo. Na capital, a Secretaria Municipal da Saúde informou que vai seguir a orientação da estadual.

Ou seja, os postos de saúde só vão aplicar gratuitamente a dose que imuniza contra o influenza, vírus causador da gripe, em pessoas com 60 anos ou mais, crianças entre 6 meses e menos de 5 anos, gestantes ou mulheres que tiverem dado à luz há menos de 45 dias, professores, profissionais da saúde e pessoas com doenças crônicas, funcionários do sistema prisional, população carcerária, além de policiais, bombeiros, carteiros, agentes da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), do Poupatempo, da Defesa Civil, da GCM (Guarda Civil Metropolitana), da Justiça e do Ministério Público.

A medida de estender a vacinação a outras pessoas foi anunciada pelo ministério devido à adesão do público-alvo ter sido considerada baixa.

Na capital, o último balanço disponível, de 26 de maio, mostra que 61% dos 3,4 milhões de pessoas que compõem o público-alvo haviam sido imunizados. A meta é atingir 90% desse grupo. A campanha vai até sexta-feira (9).

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos