Foco

Trump chega ao Oriente Médio para reforçar laços após ‘ataques’ a muçulmanos

Em discurso para 55 líderes de países muçulmanos na Arábia Saudita, o presidente dos EUA, Donald Trump, classificou neste domingo (21) a capital, Riad, de “o coração do mundo árabe” e afirmou que está visitando a cidade para levar uma “mensagem de amizade, esperança e amor”, reforçando que os EUA querem uma visão de “paz, segurança e prosperidade”.

Trump também pediu que os líderes expulsem extremistas de seus territórios e se unam ao governo americano para conquistar “um futuro melhor” para todos. “Não estamos aqui para ensinar nem para lhes dizer como viver, o que fazer ou como praticar a sua fé. Em vez disso, oferecemos uma aliança baseada em valores e interesses comuns, com o fim de conseguir um futuro melhor”, disse Trump.

Trump ainda acusou “um inimigo comum”, o Irã, de desestabilizar o Oriente Médio e responsabilizou o país por “tudo o que está acontecendo na Síria” e de “apoiar os indescritíveis crimes” do presidente do país árabe, Bashar al-Assad.

O anfitrião, o rei saudita Salman bin Abdulaziz, e Trump anunciaram a criação de um centro, com sede em Riad, para combater o financiamento do terrorismo, do qual participarão também os países do Conselho de Cooperação do Golfo.

O discurso de Trump é parte de um esforço para restabelecer laços com o mundo islâmico, após ter atacado frequentemente os muçulmanos durante sua campanha eleitoral.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos