Foco

TJ mantém absolvição de acusados por cratera no metrô de São Paulo

Por dois votos a um, a 7ª Câmara Criminal do TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) manteve a decisão de 1ª instância que absolveu 14 técnicos e engenheiros que estavam sendo acusados como responsáveis pelo acidente nas obras da linha 4-Amarela do Metrô em janeiro de 2007, que resultou na morte de sete pessoas.

No acidente, uma cratera se abriu nas obras da estação Pinheiros.

O julgamento desta quinta-feira foi um recurso do Ministério Público contra a decisão de primeira instância. Naquela sentença, proferida em maio, a juíza  Aparecida Angélica Correia entendeu que não ficou provado que os técnicos tinham condições de evitar o acidente.

O Ministério Público sustenta que as estruturas do túnel da estação Pinheiros haviam apresentado “movimentação anômala” em dezembro de 2006, mas, mesmo assim, as escavações continuaram.

Como a decisão não foi por unanimidade, o Ministério Público pode impetrar novo recurso. A promotoria vai aguardar a publicação da decisão, para decidir se recorre ou não.  

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos