Foco

Crivella é eleito para ocupar a Prefeitura do Rio

Ricardo Moraes/Reuters
Ricardo Moraes/Reuters

selo-eleicoes-2016 eleicaoCom pouco mais de 92% das urnas apuradas, o candidato Marcelo Crivella, PRB, está matematicamente eleito prefeito do Rio de Janeiro. Ele obteve mais de 58% dos votos válidos. Crivella derrotou o candidato do PSOL, Marcelo Freixo que obteve cerca de 40% dos votos.

Marcelo Crivella, 58 anos, é conhecido por sua atuação evangélica à frente da Igreja Universal do Reino de Deus e também cantor gospel, tendo gravado mais de dez álbuns. Em 2002, ingressou na vida política e foi eleito senador pelo Rio de Janeiro (foi reeleito em 2010). No Congresso, foi líder do Partido Liberal (PL) e vice-líder do governo Lula. Atuou como ministro da Pesca no governo Dilma e foi um dos fundadores do Partido Republicano Brasileiro (PRB).

Segundo turno

Crivella liderou as pesquisas durante todo o período de campanha. No segundo turno, deixou de comparecer a alguns debates eleitorais, o que foi motivo de críticas pelo adversário Marcelo Freixo.

Um fato que marcou os últimos dias de sua campanha foi uma foto onde ele aparece fichado pela polícia. A imagem foi capa da revista «Veja». Segundo a publicação, ele foi levado à 9ª Delegacia de Polícia em 18 de janeiro de 1990, acusado de invasão de domicílio. Então pastor da Igreja Universal do Reino de Deus, da qual hoje é bispo licenciado, Crivella teria tentado expulsar um morador de terreno da IURD.

O inquérito, no entanto, não foi à frente e nem está nos arquivos da Polícia Civil: os registros foram entregues pelo próprio delegado para Crivella.

Num vídeo divulgado por sua campanha, Crivella nega que tenha sido preso e fichado. «Eu repito: nunca fui preso. Nunca respondi a nenhum processo. E posso provar com todas as certidões que apresentei no momento em que me inscrevi para ser candidato a prefeito do Rio de Janeiro. Fiquem tranquilos. Eu sou ficha limpa.» Ele não explica, na gravação, por que o inquérito não foi arquivado pela Polícia Civil, como deve ocorrer após o encerramento de investigação.

Volta Redonda e Belford Rocho

Mais dois prefeitos foram eleitos no Rio de Janeiro. Em Volta Redonda, no Sul Fluminense, Samuca Silva, do PV, vai comandar a cidade por quatro anos. Com 99% das urnas apuradas, ele tem 54,67% dos votos, contra 45,33% de Baltazar, do PRB. Já em Belford Roxo, o candidato Waguinho, do PMDB, derrotou Dr. Deodalto, do DEM.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos