Foco

Candidato à Prefeitura da Serra, Vieira quer política voltada para cidadão


Captura de Tela 2016-09-04 às 20.50.12selo-eleicoes-2016 eleicaoNa disputa pela Prefeitura da Serra, o deputado federal Givaldo Vieira (PT) apresenta-se como melhor alternativa aos dois grupos políticos que há 20 anos se revezam no comando da cidade. Para ele, o município carece de uma gestão mais democrática e inovadora. Neste ponto, o petista aposta que a tecnologia pode ser uma boa ferramenta para acabar, por exemplo, com as filas nos postos de saúde. Nem mesmo o desgaste de seu partido é visto como um complicador na disputa. Nesta entrevista, Givaldo apresenta seus projetos.

CANDIDATURA 

A minha cidade cresceu muito nos últimos tempos, tem a maior população, mas há 20 anos é refém de uma política de revezamento de dois grupos no poder. Isso revela uma estrutura ultrapassada, do tempo dos coronéis. E as demandas que a população necessita estão ficando em segundo plano porque, infelizmente, esses grupos políticos brigam e colocam a luta pelo poder acima dos interesses  da população. Então, decidi me colocar como uma opção na cidade, para que a população não fique refém por mais tempo dessa estrutura de dois grupos políticos.

DEMANDAS

O crescimento da Serra trouxe problemas como a violência. É preciso, em primeiro lugar, que o prefeito tenha uma atitude diante dessa situação. Não é possível mais os prefeitos ficarem omissos, alegando que o problema é apenas do governo do Estado. O prefeito tem que agir como pai de família que, se é atacada, reage fortemente. Ter uma atitude proativa, junto com o governo, com as estruturas do Estado, ajudando a planejar ações, cobrando respostas imediatas para que as ocorrências que hoje afligem a população sejam enfrentadas.

JUVENTUDE

A médio e longo prazo queremos a geração futura protegida. Para tanto, é preciso investir nos adolescentes e jovens, principalmente na faixa etária de 12 a 16 anos, levando para os bairros atividades de esporte, cultura e lazer, patrocinadas pela prefeitura, para tirá-los das ruas e dar a eles mais oportunidade. Além disso, vamos colocar em todas as escolas municipais, que ficam fechadas à noite, cursos da EJA (Educação de Jovens e Adultos), junto com a formação profissional, para dar oportunidade aos jovens, no sentido de combater a violência.

SAÚDE

A população vai de madrugada para as unidades de saúde enfrentar filas. É possível evitar isso, usando a tecnologia. Informatizar o atendimento para que as pessoas possam marcar as consultas por telefone ou internet. Também queremos implantar na Serra um grande centro de especialidades médicas, como tem em Vitória, e com isso dar vazão à demanda de atendimento.

CRECHES

Precisamos universalizar as  vagas de creches. Cerca de 40% das famílias da Serra são lideradas economicamente pelas mulheres, que precisam ter um local adequado para que seus filhos.

EMPREGO

Outra demanda do município é por emprego, mais oportunidades. É preciso, portanto, que as empresas que realizam grandes obras contratem seus funcionários entre moradores da Serra. Busquem a mão de obra dentro do Sine local, que também precisa ser fortalecido, e não tragam pessoas de fora.

MICROCRÉDITO

Também vamos fomentar o surgimento de pequenos negócios. Entrar com o programa de microcrédito organizado pela prefeitura, por meio de bancos comunitários. Essa é uma experiência já desenvolvida em vários locais do país e também fora do Brasil, como na Índia. Nesses locais, fomenta-se a economia entre as comunidades populares com pequenos empréstimos, concedidos pela rede de bancos comunitários, sem necessidade de avalista e garantias, já que boa parte da população que precisa da oportunidade não está inserida no sistema bancário oficial.

PARTICIPAÇÃO POPULAR

Como parte das minhas propostas inovadoras, destaco outros compromissos como fazer uma gestão democrática de fato, com discussão completa do orçamento do município, junto à população e aos setores organizados, para que a decisão do investimento e de gastos públicos seja feita com base em  consulta popular verdadeira.

TECNOLOGIA

Queremos criar mecanismo de consulta para a população, usando a tecnologia. Colocar na palma da mão das pessoas um aplicativo para celular, através do qual as pessoas possam se comunicar mais facilmente com a prefeitura, seja enviando foto de algo que quer denunciar, seja para dar sugestão. Então, vamos fazer gestão democrática com o orçamento, com o aplicativo e ainda fazer funcionar os conselhos setoriais de políticas públicas, dando a eles a oportunidade de discutir. Hoje são só de fachada porque não há respeito em relação a suas reflexões.

DISPUTA

Vou trazer a perspectiva do novo, com proposta inovadora que vem atender às demandas atuais da nossa população. Esse modelo que se repete há 20 anos se esgotou, não consegue atender às novas demandas pela maneira como funciona. São gestões pouco democráticas, não consultam a população, são distantes do povo, se basearam naquele formato antigo de que ‘político bom é político fazedor de obras’.

DIFERENCIAL

A população não precisa só de obra, precisa do conteúdo do serviço. Por exemplo, temos praças que foram feitas, mas estão vazias, não há conteúdo para as pessoas irem até lá. E hoje muitas estão tomadas pelos traficantes. Trago essa nova visão, da Serra mais humanizada. Acho que esse é o meu diferencial: não só de ser o novo, mas de representar modelo de gestão mais democrático, com propostas novas que efetivamente podem atender à demanda da população.

DESGASTE PT

A cassação do mandato da presidenta Dilma Rousseff foi uma covardia, repudiada por grande parte da população serrana. Minha posição foi contrária a essa cassação.  Agora, o desgaste que existe em relação aos partidos é geral, atinge a todos indistintamente. O que eu coloco nesse contexto é minha trajetória limpa na política, sem nenhuma mancha, não tenho que explicar nenhum processo. Estou absolutamente tranquilo  como candidato, e a população percebe que não tenho nada a explicar sobre qualquer suspeita que deponha contra a minha imagem.

CIDADE VERDE

Nossa proposta de governo também traz o conceito de cidade verde. A Serra tem essa vocação com o Mestre Álvaro, nosso maior ícone, grandes lagoas, como a Juara,  rios importantes, como o Reis Magos que, inclusive, agora vai fornecer água para a Grande Vitória. Vamos ainda implantar uma grande área de produção de mudas de árvores para que sejam plantadas na frente das casas.

PARQUES 

Nossa ideia ainda é implantar os parques do Mestre Álvaro e da  lagoa Juara. Vamos proteger o rio Reis Magos, identificar todas as nascentes urbanas, envolvendo a população nisso. E onde estiverem boas, transformá-las em fontes de água para a população. Vamos recuperar os córregos que foram contaminados, o  que será possível com o saneamento por meio da PPP (Parceria Público Privada) do Saneamento, contratada pelo governo do Estado quando eu ainda era vice-governador.  Num momento de crise hídrica, a Serra, que tem toda essa riqueza, precisa de postura enérgica de proteção.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos